quinta-feira, 28 de julho de 2016

Ave Cesar Trailers Jason Bourne

Jason Bourne

Matt Damon manteve a qualidade, como ator e diretor. O quinto filme da saga Jason Bourne tem o ritmo alucinante, dinâmico, cheio de ação. A música aumenta a vontade de ser inserido na película.

O tema do filme refere-se à segurança por meio do monitoramento policial na web versus privacidade do usuário.

Vale a pena assistir. Veja o trailler.




Mapa Cervejeiro de Minas

Mapa Cervejeiro


A Estrela Brasil produtora de eventos e o SindBebidas lançaram nessa semana o mapa cervejeiro de Minas Gerais. Bonito, bem feito, com um design de vanguarda foram mapeadas dezenas de cervejarias para conhecer e degustar a boa cerveja.

Estão no mapa, bares, restaurantes e cervejarias.Mais informações veja em: https://www.facebook.com/omapacervejeiro/ 

Um brinde!

sexta-feira, 22 de julho de 2016

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Festival Internacional de Cerveja e Cultura - FICC 2016

FICC 2016

O Maior evento de cervejas artesanais de Minas Gerais, o Festival Internacional de Cerveja e Cultura - FICC 2016, já tem data definida: dias 06 e 07 de agosto. O homenageado desta edição é o Reino Unido.

Novidades não faltarão: novas cervejarias, 2 shows internacionais e 8 bandas nacionais, feira, atrações circenses, palestras, gastronomia, foodtrucks, espaço Kids e BierGarten.
Tudo isto cercado com a beleza do Parque das Mangabeiras, que encanta a todos! 

Não podia ser melhor, não é mesmo? Claro que pode: teremos transporte público reforçado e uma grande área de estacionamento.

FiCCligado e vem com a gente para curtir o FICC!!! 

BANDAS CONFIRMADAS:
Sábado, dia 06/08
The Calangues Rock (RJ)
Nowhereband (Chile)

Mais informações: https://www.facebook.com/festivalficc/?fref=nf

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Loja Bodebrown

Bodebrown lança taças especiais para a série Wood Aged
São 5 taças que são verdadeiras obras-primas de cristal, feitas artesanalmente, à mão, uma a uma, servindo diferentes estilos de cerveja no estado da arte e entrando para a raríssima coleção de Wood Aged Series da Bodebrown.
Uma seleção exclusiva e limitada.

Mais informações: http://loja.bodebrown.com.br/kit-tacas-wood-aged-series

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Presidente de Cervejaria

Presidente de Cervejaria será primeiro ministro no Peru


O presidente eleito do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, confirmou neste domingo que o presidente da maior cervejaria do Peru e ex-ministro da Economia, Fernando Zavala, será primeiro-ministro de seu governo.

Zavala, economista de 45 anos de idade que é favorável à política de livre mercado, é presidente-executivo da Backus, uma subsidiária da SABMiller, que está sendo comprada pela maior fabricante de cerveja do mundo, a Anheuser-Busch InBev.

Kuczynski derrotou sua rival nas urnas, mas o partido político de Keiko obteve a maioria absoluta no congresso peruano. Há grande expectativa sobre como será seu governo e, principalmente, como estará integrado seu gabinete.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/mundo/kuczynski-nomeia-presidente-de-cervejaria-como-primeiro-ministro-19682132#ixzz4E7Wb5ubO 
© 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Devassa na Kirin

Após levar matriz a 1º prejuízo, Brasil Kirin vende ativos


Em 2011, quando a japonesa Kirin desembolsou quase R$ 4 bilhões pelo controle da cervejaria familiar Schincariol - na época, vice-líder do mercado nacional -, o Brasil havia crescido 7,5% no ano anterior e a cervejaria se apresentava como uma concorrente capaz de incomodar a gigante Ambev.
Cinco anos depois, a situação se inverteu completamente: a economia brasileira entrou numa espiral recessiva - em 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 4% - e a Brasil Kirin viu sua relevância se esvaziar, perdendo 25% de participação de mercado e amargando o quarto lugar em vendas no País.
A situação chegou a um ponto tão crítico que, no mês passado, o presidente da Brasil Kirin, André Salles, apresentou um plano de recuperação da operação local à matriz japonesa.
As mudanças, que incluem a reorganização do portfólio de marcas e a promessa de corte de custos de R$ 200 milhões só neste ano, são uma resposta aos resultados cada vez piores que a companhia vem apresentando: em 2015, o grupo japonês registrou o primeiro prejuízo de sua história, basicamente por causa dos problemas no Brasil.
No ano passado, as receitas da Brasil Kirin despencaram 25,4%, para cerca de 134 bilhões de ienes (cerca de US$ 1,3 bilhão), em razão da forte depreciação do real e também da queda de 16,8% nas vendas de cerveja, na comparação com 2014.
O resultado da empresa foi muito inferior ao apresentado por todo o mercado de cerveja no País que, embora tenha andado para trás, registrou retração de 2%, segundo dados do Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe) da Receita Federal.
A Kirin global teve de desembolsar mais de US$ 1 bilhão para cobrir previsões de resultados que não se concretizaram em todo o mundo - 90% das reservas, no entanto, se referiam ao mercado brasileiro.
No primeiro trimestre, a queda nas vendas no País foi estancada, segundo a companhia, mas a operação continuou no vermelho - a geração de caixa, medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), foi negativa em R$ 62 milhões.
Indústrias
Na apresentação que fez aos acionistas em 7 de junho, o presidente da operação brasileira revelou a meta de reduzir custos corporativos, renegociar contratos de matéria-prima e embalagem e otimizar ativos. Segundo apurou o Estado, isso quer dizer que a empresa pode se desfazer de mais unidades fabris.
O processo de redução da capacidade industrial começou em abril, quando a empresa se desfez da unidade de Cachoeiras do Macacu, no Rio de Janeiro, mercado onde as marcas da Kirin sempre enfrentaram resistência.
A unidade foi repassada para a Ambev. Segundo apurou a reportagem, a venda de outras unidades em um cenário de queda de volume seria uma saída rápida para cortar custos.
Fontes de mercado afirmam que a empresa estaria disposta a passar adiante outras 2 unidades das 13 que ainda mantém no País.
Para as concorrentes que estão em crescimento e precisam ampliar a produção, a vantagem é que comprar uma fábrica pronta pode reduzir pela metade o valor do investimento em relação à construção de uma planta nova.
A própria Ambev poderia ter interesse em absorver mais ativos da Kirin, segundo fontes. A Heineken, que vem ganhando rapidamente fatia de mercado no País, mas ainda não chegou a 10% de participação, também estaria de olho em opções de expansão de capacidade, embora esteja construindo atualmente uma nova unidade em Goiás.
Questionada sobre a possibilidade de reduzir ainda mais suas operações industriais no Brasil, a Kirin afirmou que "está sempre atenta ao cenário externo e do mercado de bebidas, buscando a manutenção de sua capacidade". Procuradas, Ambev e Heineken não comentaram.
Marcas
O principal problema da Kirin, segundo fontes, é que a empresa tem indústria de mais e argumentos de venda de menos, pois não conseguiu construir marcas relevantes.
"Para fazer um churrasco em casa, para a família, o consumidor pode comprar a cerveja mais barata. Mas, se está sendo visto, vai procurar marcas que deem status", explica Paulo Solmucci, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).
Segundo ele, isso ajuda a explicar o sucesso das marcas Heineken e da Stella Artois, da Ambev, em casas noturnas.
A proposta de André Salles à holding japonesa inclui justamente o reposicionamento do portfólio de marcas. A empresa já anunciou que vai tirar do mercado a Devassa Bem Loura, nos últimos anos, uma de suas principais apostas no mercado Pilsen, que concentra o maior volume de vendas no País.
A marca Devassa, que era vendida no segmento premium, será reposicionada com preço mais baixo. Já a Eisenbahn, que estava na categoria artesanal, vai "descer" para a posição premium.
Um dos objetivos da reorganização, segundo a apresentação, é "reduzir a dependência do segmento econômico".
Para fontes de mercado, a tentativa é válida, mas a tarefa de fazer uma transformação agora será árdua. Segundo o consultor em alimentos e bebidas Adalberto Viviani, a concorrência está muito mais fortalecida hoje do que há cinco anos, quando a Kirin comprou a Schincariol.
"O universo competitivo era bem diferente. A Heineken ainda não existia e a Petrópolis não tinha força. Seria bem mais fácil ter feito esse movimento lá atrás, em vez de agora."
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Cervecon 2016


Organizado pela a Win Eventos, com apoio técnico da Escola Superior de Cerveja e Malte, o I Cervecon - Congresso Latino Americano de Ciência e Mercado Cervejeiro, será realizado de 7 a 9 de julho de 2016, em Blumenau - SC.

 O crescente desenvolvimento do mercado cervejeiro nos países da América Latina e a ampliação no número de pesquisas científicas e de tecnologias voltadas à produção da bebida, foram o estímulo para o desenvolvimento do Congresso. O Cervecon tem como objetivo:

 - Reunir em um único evento a ciência, através de simpósios, seminários e palestras, e o mercado, através de Feira de Negócios do Mercado Cervejeiro;

- Unificar as publicações técnicas-científicas relacionadas à área da cerveja, através da análise e publicação e de trabalhos acadêmicos;

- Ampliar e o compartilhamento de conhecimentos entre palestrantes e o público, a partir de temáticas relacionadas ao ramo cervejeiro em toda a sua cadeia produtiva, buscando alternativas e soluções para o setor e visando contribuir para o desenvolvimento do mercado através da formação e qualificação profissional.

Além do Congresso será realizados simultaneamente a  Feira de Negócios do Mercado Cervejeiro, voltada a fornecedores da indústria cervejeira, para aqueles que procuram tecnologia, produtos e serviços, além de máquinas, equipamentos e insumos.

Faça já a sua inscrição através do link:http://www.cervecon.com.br/inscricao.html

sexta-feira, 1 de julho de 2016

ICMS sobre cerveja Minas Gerais

PORTARIA SUTRI Nº 564 DE 23 DE JUNHO DE 2016 (MG de 24/06/2016)


Divulga os preços médios ponderados a consumidor final (PMPF) para cálculo do ICMS devido por substituição tributária nas operações com cerveja e chope.

O SUPERINTENDENTE DE TRIBUTAÇÃO,no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto no art. 19, I, “b”, 1, da Parte 1 do Anexo XV do Regulamento do ICMS (RICMS), aprovado pelo Decreto nº 43.080, de 13 de dezembro de 2002, RESOLVE:

Art. 1º  Para o cálculo do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) devido por substituição tributária nas operações com cerveja e chope o sujeito passivo deverá observar os preços médios ponderados a consumidor final (PMPF) constantes dos Anexos I e II desta Portaria.

Parágrafo único.  O sujeito passivo observará os valores indicados para as marcas comercializadas independentemente do CNPJ básico e do nome do fabricante constantes do Anexo III desta Portaria.
Art. 2º  Fica revogada a Portaria SUTRI nº 538, de 30 de março de 2016.
Art. 3º  Esta Portaria entra em vigor em 1º de julho de 2016, produzindo efeitos até 31 de dezembro de 2016.
Superintendência de Tributação, em Belo Horizonte, aos 23 de junho de 2016; 228º da Inconfidência Mineira e 195º da Independência do Brasil.
Marcelo Hipólito Rodrigues
Superintendente de Tributação


Grifos meus: Senhor Marcelo, a tabela está muito acima da realidade. É algo extremamente arbitrário. O Governo tem que aprender a ganhar o seu quinto com base no volume de vendas e não em taxas abusivas e preços arbitrados. Não há mercado que se sustente.

Bergedorfer Bier

Cervejaria Alemã usa homens “grávidos de cerveja” em nova propaganda


de Clube do Malte

O prazer de ser mãe e ter uma barriga de grávida, algo que nós homens nunca vamos saber como é. Pelo menos não com uma criança, mas com uma barriga de cerveja talvez. Pelo menos foi o que a cervejaria Bergedorfer Bier tentou fazer ao usar fotos de homens “grávidos de cerveja”.
A ideia é divulgar o novo slogan da Bergedorfer Bier, “fabricadas com amor”. Até porque uma barriga dessa não se faz da noite para o dia. Assim como a cerveja.
Aparentemente a cervejaria ficou cansada do visual “sexista e perfeito” dos anúncios de cerveja com mulheres bonitas e saradas, e resolveu partir para o lado mais real da coisa, trazendo apenas homens ostentando suas barrigas saradas de cerveja. Todos incorporando muito bem o sentimento de orgulho de uma mãe com sua barriga.
Os anúncios foram feitos pela agência alemã Jung von Matt, e o resultado você pode ver nas fotos abaixo:
Real Time Web Analytics