segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Ave Cesar Trailers V - Seventh Son: O sétimo filho

O Sétimo Filho é um daqueles filmes que passam em tempos medievais, com boa dose de efeitos especiais e ação. Já passei dos tempos de criticar filmes com cenas exageradas: entendo que o momento de assistir é para divertir e não sou crítico de cinema para tal. Talvez se fosse seria fã de carteirinha de documentários, o que não é o caso. 

Se você gosta de contos segue abaixo um lançamento previsto para janeiro de 2014.

Abraços e bom trailer!



John Gregory (Jeff Bridges) é o sétimo filho do sétimo filho e mantém uma cidade do século XVIII relativamente bem e longe dos maus espíritos. No entanto, ele não é mais jovem e suas tentativas de treinar um sucessor foram todas mau sucedidas. Sua última esperança é um menino chamado Thomas Ward ( Ben Barnes), filho de um jovem fazendeiro. Seu primeiro desafio será grande: Ele terá que enfrentar a Mãe Malkin (Julianne Moore), uma terrível e poderosa bruxa, que escapou do seu confinamento quando o grande mestre Gregory estava afastado da cidade.

Ave Cesar Retrospectiva 2013

2013 refletiu em 359 reportagens das quais 12 foram selecionadas para relembrarmos os que foi marcado nesse ano no que se fala em cultura cervejeira. Vejamos:

JANEIRO
Ministério da Agricultura demonstra interesse em reunir o segmento cervejeiro para um entendimento sobre o setor http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/01/mapa-brasil.html

FEVEREIRO
Aberta as inscrições para o III concurso nacional de cervejas do ano, do Festival Brasileiro de Cervejas  http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/02/concurso-brasileiro-de-cervejas.html

MARÇO
Confece comemora 6 anos de existência. O mês é do St. Patricks Day em todo mundo, inclusive no Brasil. http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/03/st-patricks-day-backer.html

ABRIL
Leo Botto inaugura seu Bar no Rio com muito sucesso e trabalho. Anunciado o 8o encontro nacional das ACERVAS no sul do país. http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/04/viii-encontro-nacional-das-acervas.html


MAIO
Realizado o The Great South Beer Cup desse ano. Lançamento do Livro Brasil Beer na livraria Leitura em BH! http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/05/brasil-beer-sucesso-de-vendas.html

JUNHO
Espaço Brasil Bier no Expocachaça.  http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/06/premio-de-excelencia-da-cerveja.html e Revista da Cerveja e Brasil Brau, a maior feira do segmento no Brasil. http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/06/brasil-brau.html

JULHO
Aberto o IV Concurso Mestre Cervejeiro Eisenbahn;  http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/07/4o-concurso-mestre-cervejeiro-eisenbanh.html; e de antemão é aberto o  IV Simpósio Iberoamericano de Bebidas.
http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/07/iv-simposio-iberoamericano-vlb-2013.html

AGOSTO
IMC é destaque nos experimentos caseiros de cervejas, com direito a cursos muito interessantes.  http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/08/imc-instituto-mineiro-da-cerveja.html; Filho de Mussum lança cerveja, Wals produz a 65 anos, uma Witt para o Grupo Pão de Açúcar.

SETEMBRO
Anunciado o Uaiktoberfest de Nova Lima.http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/09/uaiktoberfest-nova-lima.html; Rock in Rio e Heineken.

OUTUBRO
Oktoberfest no Brasil e no mundo. http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/10/30a-oktoberfest.html Pão e Cerveja na FNAC de BH. http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/10/pao-e-cerveja-e-fnac-bh.html

NOVEMBRO
Mondial de La Bière http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/11/mondial-de-la-biere.html O incrível Beer Tour de Rodrigo Lemos. http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/11/beer-tour-by-rodrigo-lemos.html

DEZEMBRO

Aprovada a nova Legislação para cervejarias relacionado a insumos cervejeiros. http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/12/legislacao-para-cervejarias.html. Festa de Natal da Taberna do Vale e Concurso Artesanal do IMC nessa mesma Cervejaria.  http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2013/12/taberna-do-vale-e-curso-de-cerveja.html

Que venha 2014! Um Brinde e Ave César!

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Porta dos Fundos: De Bêbado

Para que 2013 termine de forma alegre transfiro para vocês o Porta dos Fundos relacionado a cerveja.

Abraços! E cuidado ao beber demais!

Revista Rota Leste




Sensacional o trabalho feita pela equipe de editoria comandada por Joana Gandin, na revista Rota Leste. Não bastasse as qualidades de impressão e papel, a fotografia e a criatividade da capa, suas entrevistas e conteúdo são muito bem redigidos, o que torna a leitura instigante e de fácil compreensão. Tenho a sensação de entrar e participar das reportagens ali apresentadas.

Bacana mesmo foi apreciar o seu crescimento vivenciando, nos aeroportos que comumente frequento, alguns exemplares disponíveis para venda. Encontrei a Rota Lesta nas livrarias Cultura, La Selva e da Vila com o seu devido destaque.

Sobre a revista: Vale cada centavo! Recomendo! Boa viagem e aproveitem bastante!

Feliz 2014!


Fan Page: https://www.facebook.com/rota.leste.9?fref=ts

Orval

Orval pode perder o selo de autenticidade trapista

por Fabian Ponzi

Uma das cervejas trapistas mais apreciadas e admiradas está prestes a perder o selo de autenticidade. Chorem, fãs da Orval! Por falta de monges na Abadia de Notre Dame d’Orval, para manter a produção o mosteiro está tendo que, cada vez mais, contratar trabalhadores de fora, o que vai de encontro aos requisitos da International Trappist Association, que reza que a cerveja deve ser feita dentro de uma abadia e sob a supervisão de monges trapistas.


Oficialmente uma cervejaria desde 1931, a Orval foi a primeira cerveja trapista a ser vendida a nível nacional na Bélgica e, posteriormente, a nível internacional. Sua produção anual é de 70.000 hectolitros e não existe a intenção de aumentar a produção, que já atingiu seu limite. O problema é que o número de monges na abadia está caindo a cada década. Para se ter uma ideia, na década de 80, o mosteiro contava com 35 monges. Já, atualmente, o número caiu para 12.

“Obviamente, nós queremos ver novas pessoas vindo até nós, mas monges não são encontrados através de headhunters”, diz irmão Bernard, monge de Orval há mais de 40 anos. A escassez de pessoas dispostas a entrar para a vida religiosa é uma realidade atual e vem acarretando o fechamento de vários mosteiros na Europa.

“Tudo o que podemos fazer é esperar que as pessoas que queiram seguir esse caminho de vida apresentem-se à abadia”, conclui irmão Bernard. E nós do Bebendo Bem apelamos aos que tem Jesus no coração que sigam esse caminho de fé e amor. Deus e a Orval precisam de vocês!

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Harmonização Sam's Club Saint Gallen


Sob a maestria da Diretoria Regional Minas Gerais do Sam's Club, em conjunto com seus gerentes de negócios Wilson Gama e Carla, tivemos o prazer em apreciar uma seção de harmonização e degustação de cervejas especiais da cervejaria fluminense Sankt Gallen, apresentada pela beersommelier Marcele.

Produtora das marcas de cervejas Therezópolis e  Saint Gallen tivemos a oportunidade de conhecer as seguintes cervejas premium: Therezópolis Gold (uma pilsen),  Saint Gallen Weiss (elaborada com maltes de trigo), Saint Gallen Irish Red Ale e Saint Gallen Stout Porter, ambas do estilo inglês.

A harmonização foi regada aos excelentes produtos da padaria do Sam's Club que envolveu, entre outros itens, cestas de pistache, queijos especiais e salames artesanais, bolinhos de bacalhau e brigadeiros de colher. Tratou-se de uma experiência para lá de proveitosa, onde fizemos novos amigos e descobrimos novos sabores e curiosidades que estão dispostas exclusivamente no Sam's.

Damos aqui os nossos parabéns à Saint Gallen pela disseminação da cultura cervejeira e ao Sam's Club pela ousadia, abrindo o seu espaço no intuito de aguçar os sentidos, dar valor às cervejas especiais e gourmet que são oferecidas aos seus associados.

Enfim, fazer acontecer é essencial. Um brinde e que venham novos eventos!


Para participar dos eventos Sam's não é necessário ser sócio. Mas a inscrição in loco é fundamental para sua formal entrada ao evento. Participe! Saiba mais em http://www.samsclub.com.br/ e http://www.vilastgallen.com.br/wp/

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Ave Cesar Trailers VI

Edge of Empire:The Eagle's Eye

Efetuando meus estudos sobre a Roman Antiga, conheci o Museu Militar Romano, que efetuou um filme em 3D para seus visitantes relacionados à Vindolanda, um forte construído pelos romanos na Grã-Bretanha, localizado próximo ao Muro de Adriano, na frotnteira com a Escócia.

Segue o Trailler que é bastante interessante. Saiba mais sobre o museu em  http://www.vindolanda.com/Roman-Army-Museum

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Cerveja do Mussum




Cerveja do Mussum lança edição limitada

A Cerveja do Mussum, lançada esse ano, terá uma edição limitada das garrafas de 600ml da cerveja estilo Vienna Lager em embalagens que simulam caixinhas de leite, a ideia é uma homenagem a um quadro famoso do Mussum em que ele se referia à bebida como leite de diferentes animais inusitados – as caixas vêm com os dizeres “Leite de Capivara Manquis” ou “Leite de Lobizoma Albinis”. 

As embalagens são de um papel com tratamento especial, fecho em velcro para serem reutilizadas depois de abertas e trazem uma garrafa da Biritis dentro.  Um presente de natal divertido e original que está sendo vendido (para quem for rápido) por R$ 49,00 no The Beer Planet.

Taberna do Vale e Curso de Cerveja Artesanal

Curso de Cerveja Artesanal - Taberna do Vale


Retransmitimos as palavras amigas de Pedro Gibran, do seu blog Bier Kunst
Participei nessa semana dos cursos de Conceitos básicos em Cultura Cervejeira, Degustação & Harmonização e de Produção Teórica e Produção Prática na Cervejaria Escola Taberna do Vale, localizada no Jardim Canadá. O curso ministrado pelo Felipe Viegas conta com material didático, chope brake e ensina também os principais "pulo do gato" durante a produção caseira da cerveja, deixando o aluno apto a fabricar cervejas artesanais no âmbito de Homebrew.

Brasagem do mosto

O curso completo é dividido em duas etapas, com 3 módulos realizados em 3 encontros: 
Curso Básico: Cultura Cervejeira, Degustação e Harmonização 
1º Módulo: Introdução à Cultura Cervejeira e Análise Sensorial - História e princípios básicos sobre a cerveja, Degustação de cervejas especiais; Harmonização com 4 pratos e 1 sobremesa (5 cervejas e 5 harmonizações);
Curso Completo: Produção de Cervejas Especiais
2º Módulo: Aula teórica - Ingredientes cervejeiros; Diretrizes para elaboração de receitas nos estilos do BJCP (Beer Judge Certification Program), Equipamentos e Processo de Produção.
3º Módulo: 
Aula prática 1 - Realizada em estrutura fiel à utilizada para produzir sua cerveja em casa. Recursos de fácil alcance, possíveis de se realizar em casa, sem necessidade de equipamento industrial. Produzimos uma receita com volume de 40 litros, medida ideal para quem quer se tornar um Homebrewer - Cervejeiro Caseiro ou mesmo iniciar o processo de realização do sonho de um dia ter sua própria cervejaria;
Aula prática 2 - Envase da cerveja produzida na primeira aula prática, com direito a levar 1 garrafa da produção para casa.
 
 

Nossos parabéns Pedro!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Ave Cesar Trailers V

O Hobbit: a Desolação de Smaug

Não poderia deixar de mencionar o trailler do momento que normalmente há cenas dos guerreiros tomando uma cerveja. Estamos falando da estreia do novo filme dirigido por Peter Jackson que cuja qualidade dispensa comentários: O Hobbit: A Desolação de Smaug.
(Em falar nisso, conheça a caneca do Hobbit ( http://cervejaavecesar.blogspot.com.br/2012/10/the-hobbit-caneca-mais-legal-do-mundo.html)
Smaug, o Dourado, ou simplesmente Smaug, é um dragão criado por J.R.R, Tolkien na obra O Hobbit (1937), onde ele é o antagonista da história. Na época, ele vivia nas masmorras da Montanha Solitária (também conhecida no idioma sindarin como Erebor) na Terra-Média, depois que ele expulsou os seus antigos moradores, os anões, para se apropriar de suas riquezas depois de destruir a cidade de Dale, situada ao pé dessa montanha e habitada por homens. Preocupado com o retorno de Sauron à Terra-média, o mago Gandalf teme um possível papel de Smaug nos planos de conquista de Sauron. Ao mesmo tempo em que é visitado pelo anão Thorin, Escudo-de-Carvalho, que lhe pede conselhos para recuperar sua herança perdida. Gandalf se oferece para organizar uma comitiva entre a companhia de Thorin e o hobbit Bilbo Bolseiro. Assim, organizando a busca de Erebor, que fará com que os anões recuperem os tesouros que lhes pertencem, enquanto libertam o norte de Rhovanion da influência do dragão.
Smaug foi muitas vezes comparado pelos críticos aos dragões damitologia nórdica. Com efeito, O Hobbit possui muitas de suas inspirações nos trabalhos desta mitologia, incluindo Beowulf, que Tolkien gostou em um trabalho acadêmico. Segundo esta abordagem, Smaug pode ser interpretado como uma figura da avareza.
Fonte: Wikipédia.

Cervejarias em Floripa


Grande Florianópolis consolida-se como polo cervejeiro do Estado

Cervejarias Faixa Preta, Liffey Brew pub, Sambaqui e da Ilha são destaques

por Marco Zimmermann
A partir deste ano de 2013 a região da Grande Florianópolis já pode ser considerada um novo polo cervejeiro do Estado.
Inaugurada neste último sábado em Santo Amaro, a cervejaria Faixa Preta torna-se a quinta da região e nasceu como iniciativa do cervejeiro Renildo Nunes, ex-atleta da seleção de judô, esporte que inspira o nome do local.

Lá são produzidas duas cervejas, uma pilsen e uma weiss, ambas leves, saborosas e refrescantes. A cervejaria possui um bar que serve as bebidas da casa e petiscos, com vista para os equipamentos utilizados na produção da cerveja.
Outra cervejaria inaugurada recentemente foi o Liffey Brew pub, no Passeio Pedra Branca, na Palhoça. Um Brew Pub é um bar que produz suas próprias cervejas no local, no caso uma Irish red ale, estilo típico da Irlanda com belo perfil de malte e coloração avermelhada, e uma witbier, cerveja de trigo estilo belga, temperada com cascas de limão siciliano e coentro. Além das cervejas produzidas no local, o Pub possui mais oito torneiras com chopes nacionais e importados, e uma carta com mais de 50 rótulos de cerveja.
Ainda na região continental estão a Badenia, de Santo Amaro, e a Jester, de Águas Mornas, ambas inauguradas no início deste ano.
A Cervejaria da Ilha é a pioneira em Florianópolis, e uma das mais antigas do Estado. Inaugurada em 1999, produz o Chope Ilhéu, de estilo pilsen, e outras variedades como weizen, pale ale e export gold.
Com origem em Florianópolis, mas produzidas em outras regiões, a Cervejaria Sambaqui, de Santo Antônio, e a Rufus, da Lagoa da Conceição, são exemplos da iniciativa de cervejeiros caseiros que começam a se aventurar comercialmente em parceria com cervejarias já estabelecidas. Podemos esperar muitas novidades para os próximos anos.

Curitiba Beer Fest

Curitiba recebe a segunda edição do BeerFest: cerveja, cultura e gastronomia

No próximo dia 14 de dezembro, das 11h30 às 23h, Curitiba recebe a segunda edição de um dos maiores encontros cervejeiros, o BeerFest, que contará com mais de 20 rótulos de cervejas e será realizado no Bar Brahma, localizado ao lado da Fábrica da Brahma, no Rebouças. Os participantes que chegarem das 11h30 às 15h terão entrada free, a partir desse horário, o ingresso custa R$ 20 por pessoa.
As melhores cervejas em um só dia 
Para degustar, chopes especiais, além de cervejas internacionais, escuras, de países como Bélgica, Alemanha, Uruguai e Argentina, como a família Leffe, Franziskaner, Patagonia, Norteña, Quilmes, Stella Artois, Hoegaarden, Hertog, Brahma e Bohemia.
Os participantes também poderão conferir os lançamentos de 2013, como Hertog Jan, Spaten, Stella Artois Christmas, Hoegaarden Rosée, Budweiser Alumínio, Skol Beats Extreme e a Bohemia Imperial, chopp especial produzido em Petrópolis. Sua receita foi inspirada nas cervejas que eram servidas em ocasiões especiais na época do império, com um toque contemporâneo do Mestre Cervejeiro. Produzida em lotes limitados, em uma combinação de três tipos de malte e um lúpulo raro, tem aroma e sabor marcantes, além de uma cor levemente acobreada.
Boa música
Durante todo o BeerFest Curitiba, o universo da boa música agitará o dia e a noite dos participantes, como os DJ’ convidados: Felipe Rocha, Guibe, Juliana Anverse, Kau Oliveira, Tati Correa e Rafael Trucker.
Recomendações para o dia do evento 
O BeerFest Curitiba contará com valet parking no local, mas a dica é ir de táxi e curtir a festa com ainda mais tranquilidade. No evento, só será permitida a entrada de maiores de 18 anos. Chegue cedo, evite filas. O BeerFest Curitiba incentiva o Consumo Consciente e responsável. Se beber, não dirija.
Bar Brahma: Avenida Presidente Getúlio Vargas, 234, Rebouças, fone: (41) 3026-0700

Globo Esporte: Galo em Marrocos

Como tomar cerveja sem ser preso em Marrakesh: Mundial exige respeito
Atleticanos que invadirão o Marrocos encontrarão realidade muito diferente da brasileira. Cuidados básicos ajudarão a evitar problemas com as leis africanas
Por Alexandre Alliatti Direto de Marrakesh, Marrocos
O sujeito está lá, feliz da vida em Marrakesh, curtindo o Mundial de Clubes, e bate aquela sede. Entra no supermercado, procura, procura, procura, até que encontra uma cerveja. Compra. Vai a algum dos jardins marroquinos, se acomoda em um banco qualquer, contempla a beleza da natureza africana e começa a beber, tranquilo. No terceiro gole, vai em cana.

A cena tem algum exagero, claro, mas pode acontecer. Os 10 mil atleticanos que irão ao Marrocos torcer pelo Galo precisam ficar atentos, pois encontrarão uma realidade bastante diferente da brasileira - e alguns cuidados são essenciais para evitar incômodos. O país do norte da África tem maioria muçulmana, com regras rígidas de comportamento, mas também está acostumado a receber turistas em pencas. Por isso, está longe de ser radical. Os visitantes são bem aceitos e bem tratados. Desde que não saiam dos limites impostos pela cultura local. 

O álcool parece ser a questão central em um evento com futebol e brasileiros. Aquela cervejinha pré-jogo à beira do estádio, hábito tão comum em outros países, é risco de encrenca no Marrocos. Não é proibido beber. Mas é proibido beber em espaço público – ou seja, incluindo a rua. Descumprir essa lei é crime. Dá cadeia – embora o policial possa relevar quando são turistas. 

Praticamente não existem bares na cidade. Eles são substituídos por cafés, que não têm o hábito de colocar bebidas alcoólicas em seus cardápios. Alguns restaurantes, os mais turísticos, são uma opção. Aqueles que ficam dentro de hotéis são tiro certo: lá o turista encontrará cervejas, vinhos e até destilados. Mas, se a garganta estiver clamando por ajuda, talvez o melhor caminho sejam os supermercados. Eles vendem bebidas alcoólicas – e algumas são inclusive feitas no Marrocos. O curioso é que geralmente elas ficam em um espaço reservado, até em um andar separado do resto dos itens. Questão de discrição. Ali, o visitante pode comprar o que bem entender. Porém, ao sair do mercado, convém carregar a compra dentro de sacolas, sem deixar as bebidas à mostra. E bebê-las entre quatro paredes, longe do olhar de guardas.

Aliás, policiais são bastante gentis em Marrakesh. Dão informações com toda a atenção do mundo. Mas cabe evitar maiores intimidades, como tirar fotos deles sem autorização. Existe respeito às autoridades no Marrocos. O povo local chega a cumprimentá-los com um gesto de reverência, como aqueles dos militares, levando a mão à cabeça. Muitos policiais falam apenas árabe, boa parte deles se comunica bem no francês e uma pequena parte também se vira no inglês. (...)

No estádio 

Os cuidados devem ser levados também ao estádio. Lá, seguem proibidas as bebidas alcoólicas – e qualquer tipo de droga, claro. A Fifa avisa que:
- É proibido o uso de expressões que possam ser interpretadas como incitação à violência;
- É preciso se vestir adequadamente;
- Menores de 18 anos só entram acompanhados;
- É proibido colocar bandeiras e cartazes nas muretas laterais, por causa dos patrocinadores;
- Não é permitido entrar com comidas e bebidas;
- É vetado o uso de cartazes ou faixas com conotação política, ideológica ou comercial;
- É proibido entrar com uma série de itens: desde armas, claro, até guarda-chuvas, instrumentos musicais e, como diz o site da Fifa, “animais, domesticados ou não”.
O Itamaraty, em sua página oficial, dá dicas de comportamento e sugestões práticas aos brasileiros que vão ao Mundial. Confira aqui.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Revista de Bordo Util



É isso ai! A Revista de Bordo Util da famosa empresa de ônibus interestadual, por meio de seu jornalista Cristiano Kubis, nos convidou para falar um pouco mais sobre o que adoramos. Uma reportagem interativa, muito bacana! A revista é disponível para seus clientes, localizado no bolsão dos acentos de cada ônibus, a cada dois meses. A número 32 reúne os meses de novembro e dezembro. Para apreciar a revista on- line. http://issuu.com/idesignecomunicacao/docs/util32-issuu


Para conhecer mais sobre a Util, comprar passagens, desvendar destinos e demais serviços acesse http://www.util.com.br.

Nossos agradecimentos à redação e editoria da Util com um feliz 2013!

ShowerBeer

Moda agora é tomar cerveja e um banho ao mesmo tempo

por iG São Paulo

site ShowerBeer não traz muitos esclarecimentos. "Somos uma comunidade de entusiastas de cerveja que bebem no chuveiro. Ah, alguns de nós bebem enquanto estão na banheira. É complicado. Ainda não sabemos se existem regras. Tudo que sabemos é que gostamos de beber uma cerveja no chuveiro. Ou na banheira. Como eu disse, é complicado", diz a descrição do grupo.Não há uma origem definida, mas uma prática incomum está se tornando comum nos EUA: o "showerbeer" - união das palavras "shower", chuveiro, e "beer", cerveja. É basicamente isso, tomar, ao mesmo tempo, banho e a bebida.
Nas redes  sociais, uma rápida busca pelo termo leva a uma boa quantidade de fotos de usuários com latas e garrafas enquanto tomam banho. No Instagram, "showerbeer" aparece em mais de sete mil publicações. Aparentemente, não existe hora ruim para tomar uma gelada.
Grifos Nossos: A notícia acima é um complemento. Há diversas cervejarias que, na atualidade, fornecem serviços de banho de cerveja, como na foto. 

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Legislação para cervejarias

Proposta para nova receita da cerveja será publicada ainda este anoA previsão é que somente em 2015 passe a valer a versão final da instrução normativa, prevendo oficialmente o uso de ingredientes como leite e mel na preparação da bebida


A proposta de instrução normativa com a nova fórmula da cerveja será publicada no Diário Oficial da União antes do fim do ano, informou nesta terça-feira o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Com a publicação, fica aberta consulta pública sobre o texto, que ainda deve ser submetido ao Mercosul. A cerveja é um dos produtos cuja receita é harmonizada no grupo. A previsão é que somente em 2015 passe a valer a versão final da instrução normativa, prevendo oficialmente o uso de ingredientes como leite e mel na preparação da bebida. A fórmula foi construída em conjunto com o setor cervejeiro, que se reuniu com o governo em agosto deste ano.

Além da adição de componentes de origem animal, a proposta de instrução normativa trará a possibilidade de substituir o lúpulo, hoje obrigatório, por ervas aromáticas. Na época das discussões, não houve consenso quanto ao pedido do setor privado de redução do percentual de cevada maltada de 55% para 50%. Isso permitiria uma adição maior de cereais baratos, como milho e arroz. A questão não estará na instrução normativa, mas pode ser levantada na consulta pública.

Segundo dados do Ministério da Agricultura, 232 cervejarias e 1.110 tipos de cervejas estão registrados no Brasil. A maior parte é formada por pequenas cervejarias, que pleiteiam uma tributação menor. Por produzir bebida alcoólica, essas empresas não são contempladas pelo Simples Nacional, regime diferenciado para micro e pequenas empresas. Portanto, arcam com o mesmo volume de impostos aplicados aos grandes fabricantes do setor. O Projeto de Lei n° 467/2008 trata do assunto, mas sua tramitação não está avançando no Congresso.

Fonte: http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2013/12/10/internas_economia,478074/proposta-para-nova-receita-da-cerveja-sera-publicada-ainda-este-ano.shtml

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Cervejas Brut

Brinde o novo ano com cerveja!

Por Gabrielle Mazzetti 

Brasileiro gosta mesmo é de uma boa cerveja, não é? Pensando nisso e com a chegada do final de ano, a Revista Residenciais apresenta cervejas especiais para passar as festas 


Cervejas Espumantes? Isso mesmo! Listamos algumas marcas, lugares para comprar, preços e etc com a ajuda do escritor do livro Brasil Beer – O guia de cervejas brasileiras, Henrique Cesar Pires de Oliveira, dando algumas dicas sobre cervejas espumantes e como combiná-las com os pratos de final de ano.
método Champagnoise (foto Alexandre Marcussi)O Natal está logo aí e para celebrar de forma exclusiva e diferente sugerimos as cervejas espumantes conhecidas – como Bière Brut ou Bière de Garde – que são um dos estilos mais novos e interessantes existentes no mundo cervejeiro. Originária da Bélgica, essas cervejas se destacam por seu processo de maturação, que além de prolongado, repete os tradicionais existentes no mundo dos espumantes como: método charmat – que consiste em efetuar a maturação em tanques ou barricas – e método champenoise – que consiste na retirada da tampa metálica, removendo os levedos existentes na garrafa por meio de congelamento de seu gargalo inserindo a rolha de cortiça para uma refermentarão, explica Henrique.
Rodrigo Lemos, Zitólogo (cervejólogo), beer sommelier, editor do Beer Architecture (primeiro blog especializado em cerveja do Brasil), professor e promotor de cursos, palestras e eventos relacionados à cultura cervejeira, também conversou com a Residenciais e explica:  As Bière Brut são os champanhes de cerveja, ou seja, cervejas de origem belga que sofrem uma segunda fermentação na garrafa, adquirindo teor alcoólico e perlage de champanhe, mas preservando aromas e sabores frutados típicos das strong ales belgas. Cervejas deste estilo harmonizam com caviar, frutos do mar, aves, queijos gordurosos e adocicados com gruyère, emmenthal ou maasdam e sobremesas à base de frutas.
Algumas cervejas podem levar leveduras de vinho, além da tradicional levedura cervejeira. Extremamente delicadas, apresentam perlage exuberante com bolhas finas. Seus aromas e sabores refletem notas cítricas, picante e alcoólicas. Sua cor varia do amarelo palha a tons mais escuros, às vezes puxados para o laranja. Normalmente são armazenadas em adegas específicas ou em caves subterrâneas.

HenriqueOliveira_2013 (2)
Henrique Cesar Pires de Oliveira
Copos para cervejas espumantes
A taça mais indicada é a de champagne, do tipo flute. Além da estética e elegância que a bebida merece, ela mantém concentrados os aromas, a temperatura e a perlage exuberante da cerveja.
Conservantes
O uso de conservantes pode interferir no perfil organoléptico da cerveja, sobretudo no aroma e sabor, porém na maioria das vezes é imperceptível. O excesso de conservantes pode ser prejudicial à saúde, pois se trata de química adicionada à cerveja, muitas vezes desnecessária. Existe uma preocupação de vários produtores, sobretudo artesanais, de se evitar o uso de conservantes e demais aditivos químicos e até mesmo do processo de pasteurização, deixando a cerveja o mais natural possível.
Rodrigo Lemos
Rodrigo Lemos

Diferença entre Chopp e Cerveja
A diferença entre chopp e cerveja é, basicamente, o método de envase e de serviço. O chopp é envasado em barris e servido através de chopeiras, por método de extração do líquido por pressão, com uso de gás carbônico ou nitrogênio. Já a cerveja é comumente envasada em latas ou garrafas. A pasteurização não é obrigatória para nenhum deles, existe cerveja não pasteurizada e chopp pasteurizado. A vantagem do chopp é que geralmente ele é mais fresco, e a maioria das cervejas fica melhor quando é mais nova.
Blend da cerveja! Ingredientes
O blend é normalmente o uso de leveduras do estilo Ale (de alta fermentação) e, em alguns casos, cepas de leveduras de vinho. O segredo é manter a temperatura constante de maturação, girar as garrafas tempestivamente na adega para obter uma refermentação homogênea. Enfim, cuidar de cada garrafa como se fosse um bebê recém-nascido dentro da maternidade. Veja o quadro das cervejas que indicamos para o fim de ano.
NOVO Residenciais89.indd
Onde comprar:
Em Belo Horizonte –  www.mamaebebidas.com.br;
Método-Champagnoise  (foto: Alexandre Marcussi)

domingo, 8 de dezembro de 2013

Emprego em cervejaria


Cervejaria oferece 59 vagas de emprego em Salvador; confira lista

Para se candidatar às vagas de promotor de vendas é necessário ter experiência na carteira, moto própria e ensino médio completo. Quem desejar atuar como motorista de caminhão deve ter carteira de habilitação D. Já para ajudante de carga e descarga é nesessário ensino fundamental incopleto com experiência mínima de seis meses na função.
Os candidatos devem se dirigir à unidade central do SineBahia, localizada na Avenida Antônio Carlos Magalhães, número 3359, edifício Torres do Iguatemi ou aos postos do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) em Salvador, munidos da Carteira de trabalho, RG, CPF e Comprovantes de escolaridade e residência.
Confira as vagas e seus requisitos:
Promotor de vendas
Ensino médio completo / CNH A / Possuir moto
Experiência mínima de 06 meses em carteira
09 vagas
Motorista de caminhão
Ensino médio completo / CNH D
Experiência mínima de 06 meses na função
20 vagas
Ajudante de carga e descarga
Ensino fundamental completo
Experiência mínima de 06 meses na função
30 vagas

Cerveja Industrial vs Artesanal

Cerveja industrial perde espaço para as artesanais
Bebida registra alta acumulada de 9,35% de janeiro a outubro; BH se consolida como polo produtor


O aumento do preço da cerveja e a Lei Seca estão empurrando o consumo da bebida, um dos hábitos arraigados entre os brasileiros, para segundo plano. Por outro lado, a alta da cerveja industrial consegue dar impulso às microcervejarias que se espalham por Minas Gerais – um total de 30, segundo informações do Sindicato das Indústrias de Cerveja e Bebidas em Geral (Sindbebidas-MG). Isso porque, com preços das cervejas tradicionais em elevação, as artesanais estão ganhando em competitividade, além de se destacar por um melhor custo-benefício. Segundo levantamento do site de pesquisas Mercado Mineiro, em outubro, o preço das bebidas industriais variou de R$ 6,55 a R$ 7,40 a garrafa com 600 ml, enquanto as artesanais custam a partir de R$ 10. 

Fernando Júnior, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais (Abrasel-MG), lembra que a importância que o consumidor tem dado à qualidade dos produtos, e não mais à quantidade consumida, ajuda a puxar a venda das artesanais. “Nas demais cervejas, já experimentamos queda de 5% no consumo, muito em função dos preços, e a nossa percepção é de migração para as artesanais, mas também para vinhos, vodcas e caipis”, lembra. “Com as pessoas bebendo menos em função da Lei Seca, por vezes acaba dando preferência a produtos que oferecem mais qualidade e experiência”, acrescenta. 

Embora tenha sentido efeitos semelhantes aos das grandes cervejarias, com retração de produção e faturamento, Paula Lebbos, diretora de Marketing da cervejaria Backer, que tem produção superior a 240 mil litros/mês, atribui os resultados do ano ao crescimento da cultura cervejeira. “Sentimos uma retração em relação à economia em geral, à falta de dinheiro no mercado e à entrada de marcas importadas com preços acessíveis e esperávamos crescimento maior do que o que deve acontecer”, diz. “No entanto, o público de bebidas especiais continua crescendo, e isso favorece o nosso negócio”, reforça Paula. A cervejaria está investindo R$ 5 milhões na ampliação do seu parque, especialmente para receber os visitantes.

Alencar Barbosa, sócio da Cervejaria Küd, que lançou ano mercado as garrafas de 600ml este ano, ao preço médio de R$ 15, acredita na expansão do setor para os próximos anos, apoiado pelo surgimento de uma imensa variedade de rótulos, principalmente na região de Nova Lima, na Grande BH, onde a produção de cervejas foi enquadrada como atividade artesanal. Entre as vantagens frente à cerveja industrializada, ele destaca a carga cultural do produto, que dá ao consumidor a vantagem de saber como ele é fabricado. “Muitos consumidores entram no mercado artesanal pela curiosidade, e não pela busca do melhor preço”, comenta. 


A cervejaria Backer investiu R$ 5 milhões na ampliação de seu parque cervejeiro no Bairro Olhos D´Água, em BH
CRISE DA CEVADA
Com a inflação castigando o orçamento dos consumidores, os brasileiros têm buscado alternativas. De janeiro a outubro, o preço da cerveja subiu 9,35%, duas vezes mais que a inflação oficial — de 4,38%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Desde junho, quando começou a construir a casa própria, o analista de sistemas e cervejeiro Helbert Barbosa viu sua renda comprometida e reduziu em 70% o consumo de cerveja. “Gosto de cerveja de mais qualidade, por isso pago de R$ 10 a R$ 12 por garrafa. Além disso, tenho uma despesa de pelo menos R$ 30 com táxis a cada ida ao bar”, justifica. A opção para reduzir os gastos, segundo ele, foi a compra da bebida para o consumo em casa, além da fabricação de sua própria cerveja. “Gasto menos fazendo 5 litros de cerveja do que comprando 5 litros de cerveja num bar”, considera. 
A decisão de consumidores como Helbert resultou em queda de 2,5% na produção nacional da bebida, de janeiro a novembro, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a Receita Federal. Na Ambev, maior fabricante do país, as vendas recuaram 4,7% entre janeiro e setembro. Para tentar reverter o quadro, a empresa promete não aumentar o preço cobrado dos pontos de venda nos próximos meses. A campanha Verão sem aumento distribuirá cartazes para mais de 500 mil estabelecimentos em todo o Brasil até 15 de dezembro e vai indicar aqueles que não elevarem os preços.

O gerente de comunicação da Ambev, Ricardo Amorim, disse que essa é uma das táticas para incentivar o consumo da bebida. “Outras apostas foram refazer algumas embalagens e tornar os preços mais atrativos, principalmente no Nordeste, para onde brasileiros de outras regiões costumam viajar nas férias. “Mesmo com o quadro ruim, resolvemos abrir mais duas fábricas: uma em Uberlândia (MG) e outra no Paraná”, disse Amorim. O investimento previsto é de R$ 3 bilhões. (Colaborou Guilherme Araújo)
http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2013/12/04/internas_economia,475933/cerveja-industrial-perde-espaco-para-as-artesanais.shtml
Real Time Web Analytics